A DIN – Desenvolvimento e Inovação Nutricional participou na 53.ª edição da AGRO – Feira Internacional de Agricultura, Pecuária e Alimentação, que decorreu recentemente em Braga. Num momento difícil para as empresas, devido à pandemia de covid-19, a DIN fez questão de estar presente e de reforçar o seu compromisso perante os clientes.

Pelo stand da empresa passaram, não só clientes, mas também visitantes interessados em saber mais sobre os serviços prestados pelo Laboratório de Investigação e Desenvolvimento e em fazer parcerias com a DIN para fornecimento de produtos de nutrição animal nos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa.

O certame permitiu à empresa dar a conhecer os seus produtos e serviços e reforçar laços com clientes e fornecedores. À semelhança do que aconteceu em anos anteriores, a NetRural (distribuidora de produtos DIN) esteve representada no stand da empresa, evidenciando uma parceria cada vez mais forte e um parceiro essencial para o crescimento da DIN.

A AGRO foi também um espaço privilegiado para divulgação do software próprio de apoio à gestão económica e nutricional das explorações – ‘Herd in Creator®’.

A feira decorre no mês de março mas este ano teve de ser adiada para setembro devido à pandemia. No próximo ano, o evento regressa à data original e, mais uma vez, a DIN estará presente para mostrar todo o seu potencial.

A DIN – Desenvolvimento e Inovação Nutricional volta a marcar presença na AGRO, uma das feiras de agricultura, pecuária e alimentação mais importantes do país, que decorre entre os dias 16 e 19 de setembro, no Altice Forum Braga.
Este é o primeiro evento em que a DIN, SA participa após o início da pandemia, pelo que as expectativas de toda a equipa são elevadas. O certame é um palco privilegiado para dar a conhecer os produtos e serviços da DIN, ao mesmo tempo que permite o reforço das relações entre a empresa e os seus clientes e fornecedores. À semelhança do que aconteceu em anos anteriores, a NetRural (distribuidora de produtos DIN) estará representada no stand da empresa, evidenciando uma parceria cada vez mais forte e um parceiro essencial para o crescimento da DIN.
Ao longo de quatro dias, será dado destaque às soluções inovadoras de nutrição animal desenvolvidas pela DIN, mais amigas do ambiente e sustentáveis. A empresa vai também divulgar os serviços técnicos prestados pelo Laboratório de Investigação e Desenvolvimento e o software próprio de apoio à gestão económica e nutricional das explorações – ‘Herd in Creator®’.
A presença na AGRO é um momento de afirmação desta empresa com 33 anos de experiência, que aposta na investigação para oferecer aos seus clientes os produtos mais inovadores e desenhados à medida de cada um. No stand da DIN estará uma equipa que todos os dias investe na sustentabilidade do futuro e das explorações dos seus clientes.
Na última edição, em 2019, a AGRO – Feira Internacional de Agricultura, Pecuária e Alimentação teve a maior afluência de sempre, com mais de 40 mil visitantes. Regressa agora, ainda em tempo de pandemia, e conta com a participação de 200 expositores.

Desenvolver novas soluções e produtos inovadores na área da nutrição animal é o objetivo das parcerias estabelecidas entre o Laboratório de Investigação e Desenvolvimento da DIN, SA e diversas entidades nacionais e internacionais.

Atualmente, o Laboratório da DIN – Desenvolvimento e Inovação Nutricional, com sede em Santa Comba Dão, distrito de Viseu, tem parcerias com a Universidade de Aveiro, Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Universidade de Évora, Instituto Politécnico de Leiria, Instituto Politécnico de Coimbra, Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS) da Universidade do Porto e ainda com o Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL- International Iberian Nanotechnology Laboratory), em Braga.

Os projetos envolvem dezenas de pessoas, nomeadamente, professores, investigadores, bolseiros, responsáveis de empresas, especialistas em nutrição animal, técnicos do laboratório e ainda técnicos de produção da DIN, SA. 

“Temos duas atividades de I&D [Investigação & Desenvolvimento] a decorrer: a Eco-Pig e a R&W Clean”, adianta Rosa Gomes, responsável pelo Laboratório. O primeiro projeto procura desenvolver uma “mistura alimentar inovadora para acabamento de machos de raças de suínos autóctones, ao ar livre, com benefícios para a qualidade da carne e para a sustentabilidade do sistema”. Já o projeto R&W Clean está focado em novas soluções de “sensorização de parâmetros ambientais e biológicos para o auxílio à desmedicalização do setor agropecuário”. Nestes e noutros projetos de I&D, o Laboratório é responsável pela investigação e pelo controlo de qualidade.

A primeira parceria foi realizada com a Universidade de Aveiro e tinha como objetivo o desenvolvimento de misturas líquidas à base de vitaminas e sais minerais.

Os protocolos celebrados com a Universidade de Aveiro e com o Instituto Superior de Engenharia de Coimbra (Instituto Politécnico) permitem ainda que os alunos façam estágios no Laboratório e na DIN, SA.

2020 foi um ano de desafios, adaptações e sacrifícios.

Apesar de tudo, nunca deixámos de estar ao lado de quem nos faz crescer e nos estimula a fazer melhor todos os dias: os nossos clientes.

A equipa DIN não parou de trabalhar para oferecer sempre as melhores soluções nutricionais e laboratoriais.

Neste vídeo em que passamos em revista o ano de 2020 da DIN, “damos-lhe” um pouco de nós e agradecemos por estar desse lado!

Obrigado!

Num ano, no mínimo, desafiante, o nosso Laboratório atingiu um importante objetivo.

Concluiu recentemente a transição da acreditação para o referencial NP EN ISO 17025:2018, a par da Extensão do âmbito da acreditação a mais ensaios nas áreas da Química (rotulagem e metais) e da Microbiologia (pesquisas e contagens em produtos, carcaças e esfregaços).

São, agora, em maior número, os ensaios sob Acreditação Flexível Global, a qual permite efetuar novos produtos/ensaios de forma célere, respondendo às solicitações dos clientes.

Toda a nossa Equipa está de Parabéns!

Consulte os documentos relacionados:
Anexo Técnico
Lista de Ensaios sob Acreditação Flexível
Certificado da Acreditação

A DIN, SA adquiriu recentemente um edifício e um terreno, junto à atual sede, que serão as novas instalações do Laboratório de Inovação e Desenvolvimento e de mais uma unidade fabril. O investimento será feito nos próximos dois anos e rondará os 2 milhões de euros.
Ao longo dos últimos anos, a DIN, SA tem apostado na expansão da empresa e na melhoria das condições laborais e de produção. Recentemente a empresa deu mais um passo importante para o crescimento da sua capacidade de produção e de resposta a um mercado cada vez mais exigente.
A DIN, SA adquiriu um edifício e um terreno que totalizam 8 mil metros quadrados, duplicando desta forma a área de terreno, em frente à sede da empresa. O espaço irá receber as novas instalações do Laboratório e ainda uma unidade de produção.
O projeto de ampliação das instalações será desenvolvido em 2021/2022, com um investimento que rondará os 2 milhões de euros, sendo que este incremento irá implicar, futuramente, um aumento dos postos de trabalho. A prioridade é a mudança do laboratório para as novas instalações, onde irá haver melhores condições para continuar a desenvolver o trabalho com a tecnologia e as técnicas mais avançadas, já utilizadas no Laboratório.
Até ao final do ano, a DIN, SA terminará um investimento que deu início a uma fase de crescimento com a reconversão e ampliação da unidade de fabrico de alimentos de iniciação para leitões, o que permitirá aumentar o rigor e a capacidade de resposta.
A DIN, SA assume, assim, uma posição de maior relevo no setor da nutrição animal.

Devido à pandemia de Covid-19, foram definidas e aplicadas às explorações clientes da DIN várias medidas com vista à proteção dessas explorações, bem como dos seus trabalhadores. Falamos, por exemplo, de um livro de visitas ou de instruções de como utilizar o material de proteção obrigatório.


A DIN criou 6 etapas simples, já aplicadas às explorações onde os seus técnicos estão presentes, e propõe a sua aplicação em todas as explorações animais:

1. Disponibilizar um Livro de Visitas

Essencial para o agendamento de visitas ou entregas na exploração sem sobreposição a outros serviços e de modo a que exista contacto com o mínimo de interlocutores possível.
Este livro pode ser disponibilizado, preferencialmente, em formato digital. No entanto, e no caso de não ser possível o registo de presença, deve ser realizado na zona de higienização.

2. Criar uma Zona de Mudança de Roupa

Permitir que os visitantes da exploração troquem a sua roupa numa zona reservada e que possibilite o depósito dessa roupa sem contacto com outras áreas. Poderá ser um balneário ou, em alternativa, um local de arrumação.

3. Garantir acesso a Zona de Higienização

É essencial que, além da mudança de roupa, seja feita uma boa higienização. Idealmente através de duche e desinfeção de algum material pessoal como acessórios essenciais ao desempenho da função ou, por exemplo, o telemóvel. Pode-se, em alternativa, disponibilizar produtos de base alcoólica para desinfeção das partes e acessórios mais expostos. O bloco de notas deverá passar por uma câmara UV.

4. Disponibilizar Material de Segurança Pessoal

Garantir que luvas, máscaras, fatos de proteção individual, touca e protetores de calçado são disponibilizados aos visitantes, assegurando que a visita à exploração é realizada em total segurança. A roupa deixada na zona de mudança deverá ser trocada pela roupa de exploração: botas e fato de macaco. Após a visita, este material deve ser colocado num saco de plástico, dentro de um contentor de lixo próprio. Após a visita, este material deve ser colocado num saco de plástico, dentro de um contentor de lixo próprio.

5. Realizar a visita garantindo o cumprimento de todas as Medidas de Segurança

Já dentro da zona limpa da exploração, é preciso ter mais presente do que nunca que, sempre que se acede a um pavilhão, o visitante deve passar no pedilúvio e desinfetar as mãos com solução alcoólica. Deverá também existir um calçado exclusivo para cada pavilhão.

6. Utilizar a vedação exterior como proteção

É importante que a exploração mantenha o seu portão fechado e que este seja aberto apenas após confirmação telefónica (disponibilizando, por exemplo, o número no portão).
No caso das descargas, por exemplo, o carro deverá passar por um rodiluivio sendo que o condutor terá também de proceder às medidas implementadas de vestuário e higienização.
Durante a descarga, a palete deverá ser pulverizada com desinfetante antes de ser levada para o interior da exploração.
Além destas indicações, há outras que deverão ser aplicadas, por exemplo, nas zonas comuns das explorações, como são os locais de pausa ou refeição. A DIN encontra-se disponível para ajudar as explorações a implementar corretamente estas medidas, por forma a garantir a segurança das equipas e dos animais. Com este plano de contingência, é possível assegurar a tão necessária continuidade dos negócios.




Confrontada com o impedimento da realização presencial de eventos e formações, a DIN utilizou as plataformas digitais para se aproximar de clientes nacionais e estrangeiros através de um webinar sobre Stress Térmico (Aves, Suínos e Ruminantes).

Este primeiro webinar contou com a participação de dezenas de pessoas, na sua maioria clientes da DIN. Falamos de engenheiros zootécnicos, engenheiros de produção animal, comerciais, médicos veterinários e produtores, que, através deste evento online, ficaram a conhecer os produtos disponibilizados pela DIN para ajudar os animais a manter as suas performances durante a época de calor.

O webinar foi dividido em três áreas específicas – Avicultura, Ruminantes e Suinicultura – sendo que, para cada uma delas, existe uma gama de produtos (Thermo®) destinados à gestão do stress térmico. “O stress térmico tem impacto negativo em toda a produção e a diminuição das suas consequências é conseguida através da aplicação de várias medidas, que juntas têm um efeito sinergético, beneficiando-se os resultados zootécnicos”, explica a DIN, empresa que opera na área da nutrição animal há mais de 30 anos.

Nuno Guedes e José Silvestre, ambos da DIN, e os brasileiros William Dick e Luciano Stingelin foram alguns dos oradores desta primeira edição do webinar, a qual permitiu uma aproximação, ainda que virtual, aos clientes e mais um momento de formação e partilha, que tanto caracteriza a DIN. Em tempo de pandemia de covid-19 em que é imposto distanciamento social, este tipo de evento facilita a aproximação, não só aos clientes portugueses, mas também aos muitos clientes internacionais.

Veja, ou reveja, o webinar dedicado a cada espécie nestas publicações na nossa página do Facebook:

https://www.facebook.com/watch/?v=1431140053756243
https://www.facebook.com/watch/?v=2622529624680948
https://www.facebook.com/watch/?v=722085995217636

Num momento difícil que atravessamos, a DIN continua a apoiar associações e instituições de solidariedade social. A DIN – Desenvolvimento e Inovação Nutricional, com sede em Santa Comba Dão, ofereceu aos Bombeiros Voluntários de Santa Comba Dão e a instituições do concelho equipamento de proteção individual.

Centenas de fatos descartáveis foram entregues à corporação santacombadense e à Câmara Municipal que, por sua vez, os distribuiu por instituições particulares de solidariedade social do concelho.

De acordo com a direção da empresa, a oferta teve como objetivo apoiar bombeiros e instituições no combate à pandemia de covid-19. “Entendemos que a empresa deve desenvolver ações de cariz social, por isso, decidimos fazer a entrega numa altura em que este equipamento era, e continua a ser, imprescindível. Não podíamos ficar indiferentes ao que está a acontecer e às necessidades dos bombeiros e das instituições beneficiárias”, sustentou.

Além desta ação, a DIN tem vindo também a ajudar a Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental de Viseu, nomeadamente a valência localizada em Vila Pouca, no concelho de Santa Comba Dão.

A empresa, que desenvolve a sua atividade há mais de 30 anos no setor da nutrição animal, tem também realizado parcerias com outras entidades, como clubes de futebol, escolas e associações.

Caros amigos,
Há uns dias que vivemos uma situação inédita e imprevisível devido à propagação do novo coronavírus Covid-19 no mundo e, desde o início desta crise sanitária, a nossa prioridade tem sido a proteção dos colaboradores, clientes e as famílias.

As medidas adotadas nos últimos dias, por diferentes governos, convergem e consistem em confinar as pessoas em casa para conter a propagação do vírus. As escolas foram fechadas primeiro, depois os locais públicos, como restaurantes, bares, cinemas, estádios, locais de culto. A partir d´agora, são todos os locais públicos “não essenciais”.
A alimentação das populações é obviamente estratégica e essencial.. Como tal, o nosso setor, que faz parte da cadeia alimentar, deve continuar a produzir.
Face à amplitude desta epidemia, decidimos implementar medidas, respeitando os nossos valores e adaptadas à evolução da situação, que visam essencialmente a proteção das pessoas e a manutenção da nossa laboração para que os nossos clientes também possam manter a sua atividade.
Temos colaboradores em teletrabalho, outros a trabalhar na DIN, porque o nosso sistema produtivo assim o exige, mas em turnos desfasados nas fábricas, no laboratório e nos serviços administrativos. As deslocações dos nossos técnicos são reduzidas ao máximo, assegurando apenas as necessidades de força maior, as reuniões passam a ser por teleconferência e vamos criar, no nosso site, espaços de informação. Pretendemos continuar junto dos nossos clientes mantendo as nossas atividades de produção, entregas, serviços analíticos e apoio técnico comercial.
Nestes tempos difíceis apelamos à vossa serenidade: as fábricas, o laboratório e a distribuição da DIN estão a trabalhar. Queremos também agradecer a todos colegas, pelo seu compromisso, e aos clientes a paciência por alguma coisa que corra menos bem.
Se fomos tão reativos na implementação de todas estas medidas de emergência, acreditamos que vamos continuar a apoiar os nossos clientes e por isso queremos tranquilizar-vos: tudo vamos fazer para que os produtos cheguem às vossas empresas.
E por isso que gostaríamos de agradecer a todos os que continuam no seu posto de trabalho, nas fábricas e nas explorações, porque este esforço é fundamental para continuarmos a alimentar a população em geral e a garantir a continuidade das nossas atividades.
Agradecemos a vossa compreensão, resiliência e solidariedade nestes dias e nas próximas semanas até que esta crise sanitária esteja ultrapassada.

A todos um grande Obrigado. Cuide de si, cuide dos outros.

Rui Branquinho
João Almeida

ver documento completo